terça-feira, 30 de junho de 2015

Da cor da pele

Na sala de espera de um hospital antes de uma consulta, macaquito observa atentamente a senhora que arruma os brinquedos.
-Mamã, como se chama aquela senhora castanha? pergunta com um ar intrigado.
-Macaquito, isso não se diz, perguntas apenas como se chama a senhora.- guardo as explicações para depois, temendo a reacção da senhora. Ela percebendo o que aconteceu, vem ter com ele.
-Como te chamas?
-Macaquito
-Macaquito, as pessoas como eu não são castanhas, são pretas. A nossa raça é preta e eu chamo-me X. Percebeste? - explica-lhe com um sorriso.
-Percebi senhora X, obrigado. Posso brincar com aqueles brinquedos?- e aponta os brinquedos que ela acabou de arrumar.
-Claro que sim. Gostei muito de falar contigo, macaquito. Agora vou embora. Adeus.
-Adeus, senhora castanha!
Gargalhada geral na sala de espera.

2 comentários:

  1. Ai, que delícia! :)
    Beijinho no macaquito branco e outro para ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Delicioso mesmo! Melhor que chocolate.
      Beijinho

      Eliminar

Dá cá bananinhas!